Arquivos do Blog

The dark side of love – o lugar do amor nas canções de metal

love pic

Eu não poderia começar esse post sem antes agradecer imensamente a minha amiga e companheira de luta na cena, Melina Santos, pesquisadora, mestre e doutoranda do programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense, por compartilhar pessoalmente parte dos manuscritos que me ajudaram e pensar nas questões que distribuo aqui na forma de pequenos excertos. Espero que ela possa dar continuidade ao trabalho com este assunto tão cativante e envolvente.

Historicamente, o metal – termo genérico englobando desde o heavy metal, ou metal clássico, até os demais subgênero que surgiram após a década de 80 – surgiu no início da década de 70, tendo como marco o lançamento do primeiro disco da banda Black Sabbath em 13 (sexta-feira) de fevereiro de 1970. Em resumo, o metal sombrio e macabro do Sabbath representava uma quebra na ideologia “paz e amor” do movimento anterior.

No aspecto lírico, ainda na consolidação do gênero, a pesquisadora Deena Weinstein pôde identificar duas ramificações temáticas nas canções de metal: a “dionisíaca” e a “caótica”. Juntas elas representam o forte envolvimento emocional em tudo aquilo que desafia a ordem e a hegemonia da vida cotidiana. Leia o resto deste post

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: