Underground não é Independente

Eu já havia brincado dizendo que o underground não era independente, mas na vez passada foi para falar que o underground depende sim e de muitas coisas, ou seja, o independente em questão era o de “não depender de”. Agora eu vejo que a incompatibilidade com o termo vai além do sentido literal da palavra.

Depois se assistir ao segundo seminário de uma série de seminários sobre novos negócios na música, promovido pelo coletivo Ponte Plural, com apoio do Sebrae, eu tive a certeza de que o underground como nós o conhecemos não é passível de representatividade no meio empreendedor, digamos assim.

Em todo momento falava-se sobre o circuito independente, sobre bandas independentes, mas nenhuma vez eu ouvi falar de “cena underground”, banda de metal, nada com um som mais pesado, ou mais “rebelde”, logo eu percebi que não poderia por Cachorro Grande no mesmo saco que o Gangrena Gasosa, estávamos falando de coisas diferentes.
Quando uma banda do underground vendeu mais de 170 mil cópias no Brasil? Esse feito é o feito da banda independente OTeatro Mágico, Moveis Coloniais de Acajú, Macaco Bong, etc. São exemplos de bandas independentes que vem fazendo sucesso por aí. Quando que o Claustrofobia tocou no Altas Horas?
O underground produz de forma independente, fato, mas ele não compartilha o mesmo espaço que “o meio independente”.
O independente é reconhecido pela grande mídia, o underground não.
Enquanto o underground não trabalhar de forma integrada continuará existindo num limbo, num “não-lugar” no cenário musical, e estará limitado circuitos fechados e com pouca ou nenhuma estrutura, com pouquíssimas bandas conseguindo de destacar e se auto-sustentar.
Natália R. Ribeiro
Anúncios

Sobre Natália Ribeiro

*Editora do blog Rockalogy desde 2009 *Editora e Produtora do canal Metal Ground *Mestranda em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense - UFF *Graduação em Estudos de Mídia - UFF *Membro do Laboratório de Pesquisa em Culturas e Tecnologias da Comunicação - LabCULT, ligado ao PPGCOM/UFF. *Headbanguer Full Time

Publicado em 9 de dezembro de 2010, em Posts. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. acho q infelizmente o público underground nao colabora muito para o progresso das bandas undergorund……..a muito a se percorrer….

  2. Chagamos aonde chegamos e isso é ótimo, mas tem muitas coisas que poderiam ser feitas.O Rockalogy está trabalhando pensando nessas coisas.

  3. Realmente o independente não é o mesmo que o underground. E mesmo o rock "independente" não é tão independente assim, afinal o moveis estourou graças a globo, a mtv fala o tempo todo do cachorro… Por tras de tudo tem uma midia e só depende de nós sermos a mídia do underground.

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: