Rhythm Action Games, nova forma de ouvir música

Algumas pessoas da galera mais antiga acha a ideia do jogo até meio ridícula “por que não procuram logo uma guitarra de verdade para tocar?”, mas os mais novos e o povo com mais insight vêem nos games um novo fôlego para o rock, quanta gente não descobriu o Ramones ou o Twisted Sister pelo game?
Em Maio de 2009, Guitar Hero alcançou a marca de $ 2 bilhões em vendas no varejo, apenas nos Estados Unidos. Além dos jogos, 34 milhões de músicas foram vendidas como conteúdo para download. A maior possibilidade de interação com a música é o segredo do sucesso de jogos como Rock Band e Guitar Hero, aponta Rodrigo Batista, formado em Estudos de Mídia pela Universidade Federal Fluminense.
Seu trabalho mostra que esses games inauguraram uma nova forma de ouvir e pensar música, que vai além do gênero, ritmo e compasso, estando mais ligada à performance por parte do jogador. Provando a potencial capacidade de interação a partir dos jogos, campeonatos são realizados para elegerem os maiores Guitar Hero players do mundo.
O mais importante deles, o World Cyber Games, em 2009 teve como vencedor o brasileiro Fábio Jardim, 14 anos, que é promessa também para 2010, ele diz ter recebido muita coisa dos jogos e que conheceu várias pessoas participando das competições e ressalta:
“O jogo me fez conhecer bandas e artistas como o Van Halen que, hoje, sou fã. Eddie Van Halen é, para mim, o melhor guitarrista do mundo”. Fábio competiu com oito finalistas do mundo todo durante cinco dias. Dos US$ 7 Mil que ganhou investirá parte em vídeo games e o novo jogo de Guitar Hero.
Devido ao grande êxito dos jogos, as gravadoras viram que estes poderiam funcionar como significativos pontos de divulgação de seus artistas. Bandas que tiveram suas músicas incluídas em seus repertórios tiveram considerável aumento no número de vendas, principalmente as de downloads na internet.
Como o caso da banda DragonForce que teve uma música incluída como bônus no Guitar Hero III: Legends of Rock, e uma semana depois do lançamento do game, teve um aumento de 126% na venda de seu álbum. Versões para um público alvo mais específico como o “Guitar Hero Metallica” ou o “Beatles Rock Band” caem cada vez mais no gosto das gravadoras que buscam assim renovar e conquistar mais fãs aumentando as vendas.
Anúncios

Sobre Natália Ribeiro

*Editora do blog Rockalogy desde 2009 *Editora e Produtora do canal Metal Ground *Mestranda em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense - UFF *Graduação em Estudos de Mídia - UFF *Membro do Laboratório de Pesquisa em Culturas e Tecnologias da Comunicação - LabCULT, ligado ao PPGCOM/UFF. *Headbanguer Full Time

Publicado em 5 de novembro de 2010, em Posts. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Já que, como você mencionou em outro post, o preço das musicas anda "grátis", é preciso encontrar novos produtos… Quem sabe aparece também um "Independent Rock GarageBand"? Rs! Rs!Um abraço, Sigried.Rio de MetalÉ Feito com Amor!

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: