O “Novo” Thrash Metal Old School Oitentista

A capa desse mês da revista Roadie Crew (Maio, 2010) é uma edição especial sobre a “Bay Area”, lugar que é tido como o berço to Thrash Metal, de lá saíram o Exodus e o Metalllica entre outras bandas do estilo. A escolha dessa pauta não deve representar outra coisa se não a força que o “movimento Thrash” tem representado entre headbangers que são público da revista e que acaba influenciando também os não leitores de alguma forma.
Um fato que eu tomo curioso é o aparecimento de bandas novas, com integrantes também novos, mas que se propõem a fazer um som que evoca uma época na qual eles nem eram nascidos muitas vezes, são bandas de Thrash Oitentista.
Ser influenciado por um estilo predecessor é o caminho para a formação de qualquer identidade, todo discurso é composto por discursos anteriores, uma nova ordem não é estabelecida por vontade própria ou determinação.
Mas o que me leva a questionar essa nova onda, se é que podemos chamar de nova, é até que ponto esse discurso do Thrash está apenas sendo reiterado, num esforço sobre-humano de nos transportar de volta no tempo e em que pontos esse discurso vem sendo reapropriado num novo contexto.
Será que não é a própria revista, ou as publicações especializadas que estão fazendo uma análise rasa, de simples comparação apenas, ou são as bandas que o fazem de forma proposital? Como o público se comporta em relação a isso? Que público é esse?
Será essas bandas provocam mesmo tal gral de imersão que somos capazes de voltar no tempo? Isso de alguma forma não provocaria uma estagnação dessas pessoas, num sentido etnocêntrico mesmo, isso seria bom? Seria ruim? De fato isso se aplicaria?
O que você pensa sobre isso?
Natália R. Ribeiro
Anúncios

Sobre Natália Ribeiro

*Editora do blog Rockalogy desde 2009 *Editora e Produtora do canal Metal Ground *Mestranda em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense - UFF *Graduação em Estudos de Mídia - UFF *Membro do Laboratório de Pesquisa em Culturas e Tecnologias da Comunicação - LabCULT, ligado ao PPGCOM/UFF. *Headbanguer Full Time

Publicado em 19 de maio de 2010, em Posts. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Se influenciar em bandas antigas com um som determinado de uma epoca passada é normal,mas nao sei até q ponto isso de tentar voltar no passado é o ideal pra uma banda.Acho q ter um som no caso thrash oitentista é legal mas ecorporando novos elementos,ser totalmentew oitentista ou old school não trará nada interessante pros headbangers em geral a nao ser o s q sao viciados nesse estilo.

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: