Condenados a nostalgia?

Essa tendência das bandas voltarem, Black Sabbath, Led Zeppelin, Judas Priest, Testament, etc. e as novas bandas, aonde elas estão, como elas ficam?

Qual a relação dessa tendência com o underground?

O que vem sendo especulado é que esses “rivivals” possuem um forte apelo econômico, em tempos de decadência da “industria” fonográfica, esse achismo se passa por perdoável. Não se pode negar, porém, que esse é um fator influente, mas é falho vê-lo como determinante.
Estamos passando por um momento de baixa na criatividade, perece que tudo que deveria ser feito, já está pronto, restando à banda, produzir mais do mesmo. Em contra partida a falta de simpatia para com as bandas que se “arriscam” em algo novo parece aumentar.
Nesse contexto entram aquelas bandas que tentam reproduzir determinado estilo, que de certa forma, só foram possíveis pois estavam agindo em determinado momento histórico. Isso faz com que essas bandas acabem limitando sua área de atuação aos fãs dessa sonoridade mais Old School e tornem seus possíveis lançamentos pouco ou nada relevantes.
Para os fãs nada melhor como ter a chance de ver e ouvir grandes clássicos ao vivo, e em muitos casos, com a banda em sua formação original. Bandas do final da década de 70 chegam a unir três gerações num mesmo show. Porque embora essas bandas sejam “antigas”, é visível a renovação de seus fãs.

Mas e quando essas bandas acabarem de fato?

Se não acontecer uma ruptura na ordem vigente, é bem provável que vivamos de nostalgia. Não haverá outro Black Sabbath, outro Judas Priest, simplesmente porque perdemos os meios para reproduzir tais fenômenos. Nesses 30, 40 anos muita coisa mudou e a “receita” foi perdida no tempo.

Como romper com a ordem vigente que rege o mundo do Rock de uma forma em geral?

Talvez a resposta esteja mais perto do que se imagina, mas não por isso menos complexa.
Long Live to Underground!
Anúncios

Sobre Natália Ribeiro

*Editora do blog Rockalogy desde 2009 *Editora e Produtora do canal Metal Ground *Mestranda em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense - UFF *Graduação em Estudos de Mídia - UFF *Membro do Laboratório de Pesquisa em Culturas e Tecnologias da Comunicação - LabCULT, ligado ao PPGCOM/UFF. *Headbanguer Full Time

Publicado em 22 de setembro de 2009, em Posts. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. excelente post!oq parece é q bandas clássicas voltam pra ocupar o espaço de bandas novas,não q isso seja ruim ou q seja algo proposital,mas é como se não surgisse nada agora q daqui a 10 será tradicional como as bandas q surgiram 10 anos atrás.o surgimento de algo novo nao é tão novidade quanto o retorno dos veteranos.dinde

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: